Abordagem estruturalista da administração

Resumo da minha aula de administração 01/10/2013

Década de 50 / 60 .

Escola de relações humanas foi a que conseguiu inserir o elemento humano na administração.

Teoria clássica de administração já mostrava sinais de esgotamento.

Teoria da burocracia também não dava uma resposta adequada.

Teoria  estruturalista:

- Origens

Conflito entre a teoria clássica e de relações humandas
Necessidade de visualizar a organição grande e complexa
Estruturalismo nas ciencias sociais - Abstrato, concreto, dialético e fenomenologico
Novo conceito de estrutura(cargos tarefas, funções, qualificações, são ações dentro da empresa, se uma altera, alteram as qualificações e objetivos da empresa).

- Estruturalismo

Tendência que imagina que as organizações são constítuidas não somente por um aglomerado de seções, mas sim um conjunto formal e informal de elementos que se relacionam.
Todo organizacional é maior do que o somatório de todas as partes.

A conjuntura na década de 50 mostrava que as empresas tendiam a ficar mais complexas, tanto pela qualidade como pela quantidade das ações ali dentro executadas.

Dentro das organizações há um intuito que todas as pessoas estejam cooperando, e para tanto exige-se um perfil de trabalhador muito mais qualificado.

Entendemos que se a sociedade tende a ficar complexa as organizações tendem a ficar complexas, como umlocal privilegiado onde as relações sociais tendem a se convergir com todas as ações sociais ali dentro compreendidas.

Isto significa dizer que as pessoas e os recursos da empresa, existem para atender a sociedade e a sociedade demanda desta empresa um sem número de ações que a empresa nem sempre está pronta para atender.


- Classificação de organizações / Tipologia de organizações

Não existem duas empresas iguais, embora muito semelhantes quanto ao mercado, produtos, elas tem gerenciamento diferente.

Tipologia de Etzioni - Amital Etzioni

Para Etzioni o uso e o significado de obediência depende de instrumentos de controle. E é baseado na estrutura de controle que ele classifica as organizações:

-Coercitivas: O significado do controle é baseado na pressão, ou no poder daquele que ocupa o maior cargo, é dentro dessa ótica que a organização funciona
-Utilitárias: Há um sentido em obedecer mediante a recompensa que você deve receber. Obece muito, recompensa alta.
-Normativas: Através da organização normativa obedecemos as regras, leis que existem dentro da empresa e não por conta da força/poder ou da recompensa.


Tipologia de Blau e Scott

Baseia-se em quem é o beneficiario de uma empresa, nesta perspectiva os autores apresentam 4 categorias.

-Membros da organização: Cooperativas ou associações, que são os primordiais beneficiários.
-Proprietários da empresa: Qualquer tipo de organização comercial que visa lucro, quem constitui empresa quer obter dela o seu sustento.
-Clientes da organização: A empresa é constítuida visando o atendimento pleno de todos os anseios dos clientes, hospitais, prisões que são feitos para atender somente àqueles que vão se dirigir até elas.
- Público em geral: O estado que é para a sociedade organizada, deve direcionar todos os seus recursos e fazer com que essas pessoas sintam-se satisfeitas.

Toda empresa precisa de um objetivo para ser contemplado.

Todas as empresas constituem objetivos e formas estruturas para atendê-los, mas para ser competitiva, a empresa não pode despender muitos esforços para manter a estrutura.

A estrutura precisa ser pensada para constituir o objetivo e não o objetivo deve ser pensado para se adequar à estrutura.


Este texto é um resumo da minha aula de administração.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Introdução ao Empreendedorismo

Economia - Princípio da Utilidade Marginal Decrescente

Integrando seu site com o facebook